zeussolar

Não me culpes por ver pornografia

Amo foder, mas não sou exatamente material de namorada, porque o meu trabalho inclui horas por detrás da secretária, portanto não posso exatamente sair para jantar às oito e ter uma noite romântica. Sou uma mulher independente. Dou uma rapidinha de vez em quando, especialmente nas viagens de negócios, mas fora isso sou feliz por tomar conta das minhas necessidades eu própria. Quando sinto necessidade e não há uma piça à minha volta, encontro um filme pornográfico na net e resolvo o negócio. Ontem vi um filme pornográfico às dez da noite no meu escritório. Saltei os primeiros minutos e comecei a ver a pornografia quando a ação estava mesmo excitante. Haviam quatro homens a foder duas raparigas e imaginei-me a ser uma delas. Destranquei a gaveta debaixo da minha secretária e tirei o meu pequeno vibrador, projetado para me dar prazer, vaginal e anal. À medida que as estrelas de pornografia fodiam mais e mais intensamente, liguei-o e toquei com ele no meu clitóris e lambi o dedo do meio e coloquei-o na minha vagina. Depois a ação na pornografia era demais para mim e eu realmente desejei estar a ser fudida por trás, portanto enfiei o vibrador no meu cu e puxei-o para dentro e para fora com força, até que cheguei ao orgasmo. Demorou alguns momentos para voltar do planeta Excitada e pôr o meu cérebro a funcionar de novo. Depois desliguei a pornografia e limpei o histórico, limpei a minha cona e cu com um lenço e comecei a trabalhar nas análises financeiras de novo. Realmente preferia ter uma piça verdadeira para me foder e realmente desejava que o nosso gajo das entregas estivesse no trabalho e me apanhasse a fazê-lo e se juntasse a mim, mas a pornografia a o vibrador foi tudo o que tive. Graças a Deus, vou viajar para a conferência em Miami em alguns dias…